sábado, 11 de agosto de 2007

Tai Night


A ultima noite da II Confraria Iguatemi foi fechada com chave de ouro!

Sempre tive curiosidade de experimentar comida tailandesa, mas sinceramente, nunca surgiu oportunidade. Mas me refiro a COMIDA TAILANDESA e não às pseudos que vemos por aí. Por isso, quando tive a chance ( e por R$10 pilas, vamo combiná neh?) de degustar a original, corri guardar meu lugarzinho ao sol. E não é que foi 10?

Quer saber como foi?
Então te conto tudinho cumadi, tudinho ;)

Saca só o cardápio, pra começar:



Koong Hom Pha

Camarão recheado com um caramelo feito de açúcar de palmeira, amendoim torrado e moído e sementes de gergelim. Depois é envolto em massa harumaki e frito em óleo quente. Servido com molho agridoce de vinagre de arroz e pimenta, fica uma coisa de outro planeta!




Green curry

Tiras de peito de frango cozidas em molho de curry verde com leite de coco tailandês, raiz de capim limão e folhas de limão kaffir. Acompanha arroz thai jasmine com sementes de papoula e uma fatia de manga. Charme é a flor de pimenta neh gente! Um luxo só =)

Não posso negar que o meu paladar ocidental não está preparado para tamanha explosão de sabor, visto que a mistura contida nos dois pratos foi super inédita pra mim. Mas na boa, aquilo era poesia gente, juro! O primeiro prato é fantástico, super forte, mas fantástico! O início é sutil, depois o ardor cresce de forma quase insuportável mas se atenua pela presença soberba do agridoce doado pelo açúcar de palmeira. A crocância da folha harumaki e a sutileza dos temperos são incríveis. Delicioso!

O green curry tbm é muito bom, mas bem forte! Pra voces terem idéia da resistência que os tailandeses têm à ardência, o nosso prato era de cor muito clara, um verde leitoso, quase branco mesmo. O original é cor de grama! Um verde super escuro e vivo!

A escala de ardência deles é dividida em 4 níveis, e o que o chef nos apresentou foi o primeiro nível (obviamente, senão era hospital na certa!). Fiquei impressionada só de imaginar o quão ardido deve ser o prato feito à risca. Eu não me aventuraria, na boa!

Contudo, apesar da ardência muito pronunciada, este prato é refrescante e magico. A maciez do frango cozido no próprio molho do curry, a acidez levíssima do capim limão e das folhas de kaffir são super equilibradas. E o momento sublime é quando se termina o prato e coloca-se na boca o pedaço de manga, que adoça de uma forma inacreditável! Ela explode na boca com tanta intensidade que a gente pensa estar comendo o mel mais puro já provado.

Sinceridade galera, foi tudo!
Adorei!

O chef é simpatissíssimo e super acessível. Andava com as panelas no meio do pessoal para que pudéssemos sentir os aromas que vinham delas, perguntava de mesa em mesa o que estávamos achando.... enfim, um cara simples, divertido e apaixonado pelo que faz. O mais legal é que ele era (ainda é, se não me engano) integrante de uma banda de rock! O cara é todo tatuado, grandão e tals! Inusitado mesmo. Mas ele disse uma coisa que sempre falei para as pessoas que curtem música: "Culinária e musica têm os mesmos princípios. O musico lê a partitura, o cozinheiro a receita." Eu ainda completo dizendo que ambos são poesia pura. É onde exteriorizamos nossos sentimentos de forma que os outros participem conosco, não é um trabalho solitário, voltado para nós mesmos. Existe musica no sabor e aroma no som.... quando disse isso ao meu marido, ele sorriu e disse que era maravilhoso descobrirmos tantas coisas juntos. Não é lindo gente?

Aff
só o amor constrói! rsrs

*Caham*
*volta a postar sobre a noite*


Bem, como estava dizendo (rsrs)....

Foi tudo gente, a noite tai foi lindíssima, super divertida e aprendi bastante coisa bacana. Agora só falta eu correr pro CEASA e adquirir estes produtos supa-dupa que o chef Marcelo indicou:



Arroz thai jasmine


Alhos, pimentas vermelhas, limão kaffir, talos de capim limão


Açúcar de palmeira


Pilão de pedra, tamarindos e abacaxi (ananás)


Curry verde, açúcar de palmeira e mais coisitchas


Curry verde


Fish sauce (molho de peixe que equivale ao nosso sal)


Anis estrelado


Folha harumaki


Ah! Não posso deixar de mencionar a companhia que tive durante a noite neh? Depois daquele cara mala-sem-alça no dia do Claude, pra compensar, dividi a mesa com duas senhoras adoráveis! Lionete (uma portuguesa fofésima) e a outra que esqueci o nome, huahuahuahau. É que conversei mais com a Lionete que se animou toda a me ensinar a fazer pães! E olha que vou testar cada dica que ela me passou. Tbm, uma Sra. tão adorável, dona de restaurante vinda diretamente da Ilha da Madeira merece toda e cada tentativa minha! E o mais bacana é que ela trabalha pertinho do meu ultimo emprego, e fica facil facil visita-la. Trocamos telefones e marcamos de nos reencontrarmos.... amo muito tudo isso! =)

Enfim gente, em suma essas são as novidades do front!
Aguardo ansiosamente a próxima confraria e que outras campineiras e amigas dos arredores possam ir pra compartilhar de tamanho divertimento. Nada como aprender com prazer....

Bjokas a todas e bom fim de semana =)

5 comentários:

Eliana Scaramal disse...

Minha querida que luxo essa aula! Olha eu faço um capellete de banana com folha harumaki que é TUDO de bom e mais um pouco. :)

Cris disse...

Luxo só, amei a descrição dos detalhes, as fotos, que show, vamos ver se no próximo eu consigo ir! Bjs!

Lyani disse...

Nossa que legal She!
Deve ter sido supimpa!!! Você que gosta deve ter ido às nuvens né?
Bjokas

Sheila disse...

Lica,
que receita é essa mulher? Tem post no blog? Fiquei super curiosa agora, amiga! Bju

Cris,
espero que consiga ir sim, pois é demais! Não somente pelo que se experimenta, mas pelo evento em si, o que se aprende, as pessoas que se pode conhecer... é uma verdadeira diversão! Bjus

Lyani,
supimpa? huahauhauhua
Foi bacana pracaramba fia, adorei!
Pena que vc tá longe neh? Senão te atormentava até com os detalhes (pena só se for pra mim neh? vc deve dar graças a Deus, hahaha)
bjão!

Marcia disse...

Que passeio maravilhoso pela minha terrinha... Fotos lindas, informações excelentes e bom papo.