quarta-feira, 18 de julho de 2007

Pão duro ¬¬'

Oi! Eu sou um pãozinho caseiro, mas podem me chamar de
Tijolo baiano



Sim! SIM! SIIIMMM!!!!!
Eu sou um desastre no que diz respeito a pães. Não tenho mão pra isso DEFINITIVAMENTE!

Esse aí chama mesmo "tijolo baiano" porque ficou tão duro quanto o tal. Na boa, acho que na hora da raiva posso utilizá-lo como arma. Imaginou? É traumatismo craniano na certa, só jogar na cabeça do caboclo vulgo vítima, que o estrago tá feito ¬¬’

Ai gente, eu vivo tentando, mas NUNCA fiz um pão decente. Já testei inúmeras receitas e nada!

Esse aí, por exemplo, foi uma receita passada pela avó de uma grande amiga minha. O pão da vovó é maravilhoso, macio, uma verdadeira delícia! Feito com fermento natural (que ela mesma produz em casa) e é um sucesso à parte. Mas é ÓBVIO que na minha mão ia ser uma caca neh galera? Pior é que fiz todos eles recheados com doce de leite. Um pecado ter que joga-los fora T___T'.

O mais estranho é que a massa crua estava ótima! Elástica, gostosa de trabalhar. Sovei, fiz tudo cf. a vovó da Alê me disse, mas no fim, o desastre foi inevitável!

Enfim, o único pão que fiz e ficou mais ou menos foi um de batata que peguei no blog da Akemi há um tempinho, mas só ficou bom no sabor e textura (ainda que totalmente diferente dos pães de batata que já comi) – agora, no que diz respeito ao aspecto... aff* parecia mais um pão de queijo amassado do que o que se propunha a ser.

Mas pra não entrar em depressão, vou postar as fotos do pão-de-batata-na-verdade-pão-de-queijo em outro momento, senão eu corto os pulsos X___x’

Atenção mães zelosas! Tirem seus filhos incautos da frente do PC!!!
Segue mais um registro da arma caseira:

Corram! Estamos em bando e somos mortais!

8 comentários:

Agdah disse...

Sheila, quando morava em Salvador tinha essas frustrações com pães. Uma amiga fazia um pãozinho levíssimo e eu nunca consegui reproduzí-lo. Aqui, comecei a usar a farinha especial para pães e a sorte mudou. talvez assim quem sabe, mas não desista. Ninguém entende mais de tijolo baiano que eu, menina.

Cláudia A. disse...

É tão bom quando conseguimos rir de algo nosso. Eu não tenho mão para bolos, sempre ficam duros. Não dá para ser boa em tudo (nossa, que falta de modéstia!!) (risos). Beijo.

Marcel Miwa & Nina Moori disse...

Não desista!!! Os ingredientes estavam na temperatura correta antes de começar?, a medida também? Pode ser que o forno estivesse frio; a massa descansou? o fermento estava novo? faça pão com alguém que tenha experiência em pães, fica mais fácil descobrir o que está saindo de diferente. A prática leva à perfeição.bjo, Nina.

Sheila disse...

Agdah,
nunca usei farinha própria para pães. Vou tentar e ver a diferença. Tem um produto da Fleischmann que é um "melhorador" de pães... não me aventurei a testar por que achei que fosse muita artificialidade de uma vez, rsrs... mas não vou desistir não! Obrigada pelo apoio =)

Claudia,
ai amiga, tem que rir mesmo neh?
Eu até que mando bem em bolos, mas pães... huahauhauhau - desastre total (vc viu neh? só precisava tentar morder o coitadinho pra sentir o drama)

Nina,
essa receita é meio diferente... fiz do jeito que a avó da minha amiga orientou e mesmo assim não deu certo. É um tal de deixar o fermento de molho em água de um dia pro outro, depois colocar farinha até dar ponto e mais umas coisas que não lembro. Por isso não sei o que exatamente deu errado =(
Acho que vou pedir ajuda pra minha mãe... ela faz pães como ninguem

bjokas a todas e muuuito obrigada!

Akemi disse...

Ai Sheila, apesar da raiva quando acontecem estes desastres culinários, não pude deixar de rir aqui com o seu texto! rsss
Sempre digo que pão gosta de uma boa sova! Tem que suar mesmo em cima dela! Outra coisa é deixar ela fermentar direitinho. Como se diz, apressado come cru.
Mas não desista, amiga! ;-)

Patricia Scarpin disse...

Não joga fora, não! Será que vc não consegue fazer aquele pudim de pão americano com eles?

Ah, menina, tem que ver o que vc anda fazendo na hora do fermento, acho que aí está o problema!
Água muito quente mata o fermento e não morna o bastante não faz com que ele entre em ação!

Eliana Scaramal disse...

Eu odei também esse tipo de situação. Mas tente o pudim que a Patrícia falou. E eu também acho que o problema está na fermentação.

Sheila disse...

Akemi,
é pra rir mesmo, rsrs - senão eu sento e choro, aí num adianta nada neh? hehehe
Mas eu vou bater mais na massa da próxima vez. Esperar uma hora em que estiver querendo esganar alguem, aí eu corro pro pão, huahuahua. Brincadeira! Não vou desistir não, podexá =)

Paty,
vixi! naquela dureza toda? Só se fosse um pudim de pedra! hahaha
Amiga, ficou MUITO duro, mas MUUUUITO duro mesmo! Sem condições de reaproveitamento, e foi isso que mais me doeu o coração =(

Lica,
será que não é a mão mesmo? Sei lá, nenhuma receita dar certo... dizem que quem tem mão quente não dá pra fazer bons pães (minha vó disse isso) mas eu vou tentar outra receita e tirar a prova! De repente dá certo neh? Mas vou procurar ser supervisionada por alguem que entende do assunto, pra apontar o erro =)

bjokas meninas! Obrigada pelas dicas valiosíssimas!